domingo , 25 junho 2017
Você está aqui: Capa » Artigos » Seu cérebro em alta performance
Seu cérebro em alta performance

Seu cérebro em alta performance

“O cérebro foi construído para mudar de acordo com as experiências vivenciadas e a forma como é usado” – Michael Merzenich.

Por Allan Alves

Uma das suposições da neurociência é de que os nossos processos mentais derivam de nossa atividade cerebral, ou seja, o cérebro cria e molda a mente e não ao contrário.

A Neurociência é todo o tipo de investigação sobre o sistema nervoso. Como se desenvolve, como funciona, como são parecidos e diferentes entre indivíduos e espécies e até como ele deixa de funcionar. A neurociência nos revela como o cérebro produz o nosso comportamento.

Por séculos era comum pensar que nossos cérebros somente se desenvolviam durante a infância e logo se tornava inflexível durante a vida adulta. Através de pesquisas, comprovou-se de que essa teoria está ultrapassada e há provas de que o cérebro humano pode alterar-se através de estímulos mentais, ginásticas cerebrais e novos aprendizados.

A Neuroplasticidade, ou plasticidade cerebral, é a capacidade de remapeamento das conexões das nossas células nervosas, o processo que nos ajuda a continuamente aprender. Refere-se à maneira do nosso cérebro agir e reagir à medida que experimentamos uma mudança em nosso ambiente ou desenvolvemos uma habilidade.

Estima-se que as características neuroplásticas do nosso cérebro influenciam mais de 100 bilhões de nossas células nervosas ao longo da vida. Quando nós usamos nosso cérebro de formas novas, nós criamos novos caminhos para comunicação neural. Mesmo quando adultos, o que nós aprendemos e ao que nos adaptamos ao longo da vida reorganiza nossos neurônios existentes. Portanto, a neuroplasticidade é o que nos permite aprender, memorizar e adaptar através da nossa experiência com o mundo a nossa volta.

Numa pesquisa sobre os efeitos cognitivos no aprendizado de malabarismo, concluiu-se que “a mudança qualitativa (como por exemplo, o aprendizado de uma nova tarefa) é mais crítica para o cérebro mudar sua estrutura do que o treinamento contínuo de uma tarefa já aprendida”. Ainda, descobertas recentes em neuroplasticidade estão abrindo caminho para tratamentos de lesões e doenças neurológicas, algo que até recentemente era inexplorado por causa da falta de evidência sobre neuroplasticidade.

Portanto, a dedicação a novas atividades é muito importante para o desenvolvimento do cérebro, exercite tanto quanto você exercita o seu corpo. Caso continue a desenvolver sua reserva funcional através de prática de exercícios mentais e um estilo de vida saudável, você tem mais chances de manter a plasticidade cerebral e sua habilidade de aprender, à medida que envelhece.

Pense nisso e sucesso sempre!

Allan Rodrigues Alves é Diretor Presidente da RHSG Gestão de Pessoas.

Head Trainer, Treinador Comportamental, Professional & Self Coaching,  Business and Executive Coaching, Analista Comportamental, Consultor, Palestrante, Escritor, Facilitador e possui Certificação Internacional 6D’s pela Fort Hill – 6Ds Company. Coautor dos livros O PODER DO COACHING pela Editora IBC, TREINAMENTOS COMPORTAMENTAIS, CONSULTORIA EMPRESARIAL, A ARTE DA GUERRA – DESPERTE O “SUN TZU” QUE ESTÁ DENTRO DE VOCÊ, todos pela Editora Ser Mais. Especialista em Recursos Humanos e atua no Desenvolvimento de Soluções e Arquiteturas de Aprendizagem e Desenvolvimento de Líderes. allan@rhsg.com.br | www.rhsg.com.br

Sobre Comunicação

Um comentário

  1. Por que o estudo da neurociência é importante?

    Aumentar a compreensão do cérebro e métodos aperfeiçoados para estudá-lo permitirá aos cientistas desenvolver tratamentos para doenças neurodegenerativas (como a doença de Alzheimer) e doenças mentais. A pesquisa também nos ajudará a descobrir mais sobre comportamento humano normal e bem-estar mental, e pode ajudar a desenvolver a inteligência artificial. Além de tratar doenças, a pesquisa também pode levar a uma melhor compreensão de como aprendemos, o que nos permite otimizar nossa inteligência.

    Estes desenvolvimentos são susceptíveis de proporcionar benefícios significativos para a sociedade e têm implicações para uma diversidade de áreas de políticas públicas, tais como saúde, educação, direito e segurança. No entanto, também levantarão questões sociais e éticas importantes e levantarão questões sobre personalidade, identidade, responsabilidade e liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Scroll To Top